Seguidores

quinta-feira, 18 de março de 2010

OS RISCOS EM RETIRAR O CORTICÓIDE DE UMA VEZ

Ao tratamento do lúpus, na grande parte dos casos, como o meu por exemplo, faz-se necessário o uso de corticóide, que na verdade o nosso organismo já o produz por meio das nossas glândulas supra-renais, que produzem um hormônio necessário ao metabolismo, o cortisol. O corticóide que tomamos é este hormônio na forma sintética. Se o tomamos, por bom tempo, e principlamente em doses elevadas, podem causar diversos efeitos colaterais. Efeitos não só de "rosto de bolachinha", entre outros. Porém, o perigo mesmo está em suspendê-lo de uma hora para a outra. Pois, o uso prolongado faz com que nossas supra-renais parem de produzir o cortisol natural, já que está sendo tomado na forma sintética. E faltando o cortisol, ocorre um desequilíbrio terrível ao organismo. Resultando em uma insuficiência supra-renal, podendo gerar um choque circulatório, coma e até mesmo o óbito. Por isso, a "desmamada" do corticóide deve ser gradual. E sempre por meio do acompanhamento médico.

Fernanda Cavalcanti


Leia o artigo do Dr. Pedro Pinheiro: "Indicações dos efeitos da Prednisona e Corticóides"


Nenhum comentário:

Postar um comentário